Pazes


Ontem fiz as pazes com Woody Allen. É uma coisa que me acontece com alguma frequência.  De vez em quando ele dá-me cabo dos nervos, como aconteceu com o filme anterior cujo título não me quero recordar.
Não são arrufos. São zangas mesmo. Mas ontem ele voltou em grande.
“Meia Noite em Paris” é uma surpresa e um encantamento permanente e quando dei por mim estava com aquele sorriso parvo de quem está seduzido e não consegue disfarçar.
Estava lá ele e muitos dos meus heróis que eram os heróis do outro, o protagonista chamado Gil. Hemingway, Gertrud Stein, Scott Fitzgerald, Buñuel e a perda de tempo que é pensar como tudo seria diferente se o nosso tempo fosse outro.

E mais não digo porque continua a soar na minha cabeça a canção de Cole Porter e a passar como slides em sépia imagens de Paris.
Daqui a pouco soam as 12 badaladas e ainda me transformo em… Quem não viu, na próxima quinta feira vai saber do que falo


One response to “Pazes

  1. Faço das suas as minhas palavras! Adorei.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s