Joaquim

O toque repetiu-se dez, quinze vezes até desligar.

Ainda não era hoje.

Mais um almoço, lanche ou jantar adiados.

Pousei o telemóvel. Restava-me reinventar o meu sábado.

Parecia estar sol. Talvez praia, uma caminhada pela cidade, um livro numa esplanada, talvez mais tarde alguém atendesse do outro lado da linha. E o sábado foi correndo nesta forma de talvez até que o telefone tocou. Do outro lado, a explicação para o silêncio: a minha amiga não atendeu porque estava a nascer o Joaquim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s