Schubertiana


Tomas Tranströmer nasceu no mesmo dia que eu, uns anos antes de mim. Escreve numa língua que não entendo e quando leio os seus poemas, quase sempre em inglês, sinto que não os sinto como ele os sentiu quando os pôs ali, em letras.Mesmo assim emociono-me. Função da poesia que parece cumprir-se. E se eu soubesse sueco? Não sei. Por isso aqui fica um dos seus poemas da forma como eu o entendo. Schubertiana

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s