Daily Archives: January 22, 2012

dominguinho

Ao domingo comia tremoços e pevides debaixo da parreira enquanto o rádio dava o relato e eu olhava para longe, para lá de um monte onde estava Lisboa. O cão sentava-se ao meu lado e no ar havia cheiro a bolos e café. O Benfica marcava. Era o normal. Eu fazia sandes, um tremoço aberto com uma pevide dentro, e no banco de pedra havia um caderno de linhas com letras desenhadas com força. Aquelas tardes nunca acabavam.

Advertisements