a minha latrofobia

Tenho medo de médicos. É quase pânico. Fujo deles. Tenho angústia, suores frios, tremuras, fico doente só de pensar que tenho de ir ao médico.

Já menti, escondi, sofri calada para não ter de enfrentar a bata branca, estetoscópio ao peito. Sou uma hipocondríaca ao contrário. Tenho sempre a certeza de ter uma doença demasiado grave e prefiro morrer na ignorância. O meu lado pessimista dá-me a garantia absoluta de que um médico nunca terá uma boa notícia para me dar.

Talvez uma hepatite grave aos três anos explique muita coisa. Dali vinha a proibição de comer quase tudo, dormir sestas quando a energia era para correr e, pavor dos pavores, fazer análises. Não conseguia imaginar nada pior do que uma agulha a furar-me a pele, tirar sangue. E a cena repetia-se, tantas vezes que a minha mãe, para não me ouvir berrar e fincar os pés nos chão, mentia-me. Convencia-me que ia à modista para ter um vestido novo.

O percurso era o mesmo, a mesma rua, e tudo corria bem até, que em vez de tocar à campainha da D. Noémia, seguíamos para a porta de vidro que eu reconhecia a milhas. Só não chorava por vergonha, outras vezes chorava e tinha vergonha e chorava ainda mais. Lá vinha pica, um estetoscópio frio no peito, histórias para me distrair do inevitável, como se eu não soubesse, e a cara daquele homem, uma cara de quem sabe sempre mais do que aquilo que vai dizer.

Para mim, eles estão sempre a esconder o pior, e por mais que eu não o queira saber esse pior, menos ainda quero que mo escondam. Esconderam-me que eu podia ter morrido aos três, aos quatro anos. E desconfio, mesmo quando me garantem que estou muito bem ou dizem coisas como “o seu colesterol está lindo.” Lindo? Um colesterol pode ser lindo? Ou “a sua lágrima é óptima”. O que isso me alegra! Pode-se vender?

Este medo crónico, irracional, paralisante, afastou-e de qualquer clínica, hospital, centro de saúde durante anos. Recusava-me a estar doente como se dependesse da minha vontade. Sim, automediquei-me. Tantas vezes. Tinha idade para isso. Dizia que eram comprimidos para a minha avó, a minha mãe, o meu pai, amigos, amigas, irmãs que não tinha. Até que um dia… há sempre um dia. Lá fui eu, recambiada, com mais medo do médico do que da dor. A dor passou, mas o medo do médico não.

Continuo a tremer quando vejo uma bata branca. Mas esforço-me. Respiro fundo e vou lá. Enfrento-os e só eu sei com que bravura. E no caminho continuo a fingir que vou para a modista provar um vestido novo. Isso acalma-me. Sou eu quem me mente, e só não choro por vergonha, apesar da vergonha de querer chorar.

3 responses to “a minha latrofobia

  1. Eu sofro do mesmo problema, pra vc ter uma noção, até uma simples aferição de pressão para exame admissional e tenho panico, sofro e nao durmo só de pensar, a muitos anos nao faço exames nenhum, isso nao era problema nenhum quando tinha uns 12 anos, mas conforme fui crescendo, adquiri essa fobia a medico. Nem as pessoas falarem que é melhor previnir do que remediar não me conforta,muito ao contrario. oq faço? pois estou angustiada e desesperada para me livrar dessa fobia.

    • Olá Luciana. Tenho andado arredada do blog, estou atentar retomar um pouco o ritmo. Eu não tenho receitas, quem dera. mas tente fazer como eu. aperte os punhos e vá lá. tem de ser. uns suores frios e tal, mas não passa disso. quando lá está ja esqueceu o medo. beijinhos

  2. Fantástico !
    Pensava que era só eu quem tinha essa fobia. Agora, me senti incluído ! Hehe.
    Para mim, qualquer dorzinha besta que exija uma consulta médica é um martírio. Sempre fico com a sensação de que o médico me dará um anúncio do tipo: “O sr. está com câncer e só tem mais 3 meses de vida”.
    Exames médicos, então …
    É muito ruim, mas é minha realidade.
    Abraços e parabéns pelo blog.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s